CLICK HERE FOR FREE BLOGGER TEMPLATES, LINK BUTTONS AND MORE! »


.

EDUCAÇÃO INFANTIL E EDUCAÇÃO CRISTÃ PARA CRIANÇAS



5 Milhões de Acessos

5 Milhões de Acessos
Obrigada por encontrar aqui o que vocês precisam!!!!!

Você é muito importante!

                             

Participe do Blog Com a Gente

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Culto e Cultinho. Qual a diferença?

O trabalho com o Ministério Infantil tem crescido nas igrejas atuais. A importância destes momentos direcionados às crianças tem ganhado a atenção dos líderes cristãos e o apoio dos pais que estão cada vez mais preocupados com a espiritualidade dos pequenos.
Entre os principais trabalhos com a criançada existem dois que têm uma pequena diferença entre si. É o chamado “cultinho” e o Culto das Crianças.
O “cultinho” nada mais é do que o momento em que as crianças saem do “culto dos adultos” e vão para as chamadas salinhas, onde acontecem os cultinhos voltados para a meninada; geralmente isso acontece no início da pregação da Palavra. Nem todas as igrejas apóiam essa prática, uma vez que não acham certo “as crianças saírem no momento da pregação”.

No entanto, no cultinho acontecem atividades especialmente voltadas para o público infantil e suas diferentes faixas de idade como louvores, historinhas bíblicas e muitas coisas legais que chamam a atenção dos pequenos fazendo com que eles aprendam e se interessem pelas coisas do Senhor Jesus. É como se fosse uma escolinha bíblica em pleno culto.

O Culto de Crianças é um culto “normal” só que voltado para as crianças onde elas aprendem sobre Deus, cantam e até pregam a Palavra do Senhor.

Abaixo as diferenças entre os dois tipos de culto.
Cada igreja ou Ministério tem sua maneira de trabalhar com as crianças, o que não pode acontecer é que as mesmas sejam deixadas em segundo plano, pois delas é o Reino de Deus e se nós ensinarmos o caminho a ser andado, elas não se desviarão dele (Pv 22:6).

Por Jaqueline Tavares
          O cultinho para as crianças          

O Que é?
É um programa de treinamento para alcançar as crianças no seu nível com o Evangelho.

Qual é o Propósito?
A. Para alcançar as crianças
– Nível de entendimento.
– Oportunidade de participar na adoração.

B. Para ensinar as crianças
– A crer e obedecer a Palavra de Deus.
– A respeitar a Casa de Deus.
– A adorar.

C. Para ganhar as crianças
– Para Cristo.
– Para a Igreja.
– Para o serviço.


O cultinho não é para aliviar o problema de falta de espaço no auditório da Igreja, nem para “enrolar” as crianças durante a pregação. Este tempo não é para ser gasto. É para ser aproveitado!!

Quando Realizar?
Fica a critério da Igreja. O comum é cada vez que se tem uma mensagem “longa” no templo.
As crianças podem fazer parte da abertura (louvor) e saírem só na hora da pregação.
Idade dos Participantes
Vários tipos de divisões:

– berçário (0, 1 ano)
– maternal (2, 3 anos)
– até 6 anos (não sabem ler) no “cultinho”
– de 7 a 10 anos no “cultão”.


Isto ajuda em muito com:
* a assimilação por parte deles;
* divisão das histórias adequadas;
* professores apropriados;
* mais disciplina e atividades compatíveis com cada idade.


O Que Fazer no Cultinho

Tem que distribuir o tempo com:

* louvores
* oração
* história (apelo)
* memorização de versículo
* trabalho manual
* brincadeira
* banheiro
* lanche: pode ter sempre para maternal e ocasionalmente para cultinho (*cultão).

Obs.: Não tem que fazer todas as coisas no mesmo dia.

“A ordem dos fatores não altera o produto” (depende do ânimo dos alunos, da complexidade do trabalho manual ou até do método escolhido para apresentação da história, e sem esquecer também do tempo).


Tipos de Histórias para o Cultinho
Podem ser seriadas ou avulsas:

  • Bíblicas
  • Não Bíblicas (que ensinem valores como respeito, amizade etc)
  • Missionárias
Escala de Professores
  • Maternal – não variar muito – dois a cada mês ou bimestre.
  • Cultinho – rodízio de dois – um conta a história, o outro ajuda (disciplina, banheiro, lanche, etc).
  • Cultão – um professor capaz.
Sugestões
– Trabalhos manuais variados:
§ Desenhos relacionados com a história para pintar.
§ Coquetel bíblico (caça-palavras, palavras cruzadas, labirinto, etc).
§ Confeccionar cartões para datas como: Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Natal, etc).
§ Colagens, montagens, etc. (porta-treco, porta-retrato, etc).

– Dramatização da história.

– Projetos missionários / outras campanhas.

– Brincadeiras Bíblicas e não Bíblicas:

a) “Batata Quente” – para falar partes do corpo, versículos, etc.
b) Jogo do Dado – (nomes bíblicos, CEP [Cidade, Estado, País], versículos, etc).
c) Espada ao ar – fala um versículo e o primeiro a achar ganha.
d) “Forca” – (com nomes bíblicos).
e) Perguntas Bíblicas – (Competição meninos versus meninas ou grupos).


          O culto para as crianças          
O culto voltado para o segmento infantil é de suma importância porque através dele a criança tem a liberdade de expressar sua fé em público, além de adquirir conhecimentos bíblicos que alimentarão o seu espírito e as prepararão para defender-se do pecado em diversas situações. É no culto que também irá aprender histórias ou doutrinas bíblicas sobre o amor, lealdade, fidelidade, coragem, disciplina, responsabilidade, obediência e outros valores cristãos.
Os objetivos específicos desse tipo de trabalho são:
- Compreensão da mensagem escolhida;
- Apreciação da mensagem e fixação no espírito;
- Tomada de atitude quanto à mudança de comportamentos problemáticos, decisão por Cristo e participação mais efetiva nos trabalhos oferecidos pela igreja para a sua faixa etária especifica.


1. Aspectos Considerados na Programação do Culto Infantil
1.1 - PROCEDIMENTOS ÚTEIS
- Agendar as datas dos cultos infantis de acordo com o calendário da igreja;
- Organizar uma equipe na pessoa de um coordenador;
- Preparar um bom material ilustrativo e escolher técnicas de exposição do tema de acordo com as necessidades das crianças. A sugestão é que sejam utilizadas dramatizações, sermão ilustrado, especial com bonecos, louvores com coreografias, etc.

1.2 - DEVERES DO COORDENADOR
- Convidar pessoas com chamadas de Deus para a obra infantil a fim de fazerem parte da equipe;
- Planejar os cultos e convidar personalidades que enriqueçam espiritualmente o trabalho;
- Rascunhar os recursos visuais, painéis, lembrancinhas e material de apoio, entregando-os ao coordenador de Artes, com antecedência, para que sejam confeccionados;
- Solicitar ao departamento de Divulgação que envie cartas ás igrejas convidando-as a participar do culto;
- Convidar pregadores para enriquecer o evento;
- Manter um clima harmônico entre todos os componentes da equipe;
- Fazer relatório sobre todas as atividades ocorridas no mês.

1.3 - DEVERES DE EQUIPE
- Preparar o ambiente, dando um colorido especial no dia do culto;
- Não permitir desordem por parte das crianças. Procure acalmá-las carinhosamente e com autoridade;
- Assumir a responsabilidade até o final do culto;
- Prestar atenção ao dirigente e auxiliá-lo que for preciso.

1.4 - PROGRAMA DO CULTO
- Oração;
- Palavra introdutória e de boas vindas;
- Louvores;
- Versículo-chave;
- Testemunhos e oportunidades;
- História bíblica;
- Aplicação prática;
- Síntese final e apelo (as crianças que aceitaram a Cristo devem ser retiradas para um recinto especial para aconselhamento);
- Especial com fantoches ou outro com finalidade recreativa;
- Encerramento.


2. Como realizar um culto interessante
2.1. ESCOLHER UM TEMA
Sugestão: “Crianças no Altar de Deus”.

2.2. ORNAMENTAÇÃO
Coloque um painel sem lugar estratégico. Além do painel, o ambiente pode ser ornamentado com cartazes que contenham pequenos versículos bíblicos. Entra um cartaz e outro, coloque bolas coloridas.

2.3. SELEÇÃO DE LOUVORES
Inicie com corinhos de adoração e depois passe para outros mais alegres, acompanhados de gestos, e termine com um bem espiritual, preparando – os para a leitura bíblica.

A seleção dos cânticos pode seguir a seguinte linha temática: o amor de Deus, a Bíblia, a salvação, o céu, ofertas ao Senhor, a criação de Deus, fé missões, vida, cristã, oração, heróis bíblicos, Jesus etc.

2.4. VERSÍCULO-CHAVE
Apresente o versículo de forma especial. Ele pode ser musicado ou aparecer num painel em forma de silhueta de igreja, criança ajoelhada ou cruz, entre outras. Enfim, faça algo que as leve adoração a Deus.
Repita o versículo umas três vezes para que memorizem e, caso o ambiente seja muito grande, apresente-o no retroprojetor. A visualização também é útil para a fixação da idéia.

2.5. TESTEMUNHOS
Os testemunhos edificam a fé das crianças. Se elas tiverem vergonha de falar sozinha, comece entrevistá-las sobre o cura ou a bênção recebida.

2.6. HISTÓRIAS BÍBLICAS
A história bíblica é o ponto de central do culto. Nesse momento, a criança vai entender melhor o tema escolhido. A história pode até ser pequena, mas não deve se excluída da programação. Uma peça de pouca duração poderá ser apresentada logo após a história bíblica como meio de enfatizar a aplicação prática.
Caso resolva dramatizar a história bíblica, faça tudo com muita seriedade e oração. A mensagem bíblica não pode ser motivo de algazarra e de teatro de humor. O Espírito Santo age onde há reverencia ao seu nome e á sua palavra.
A história escolhida pode vir acompanhada de visuais atraentes ou ter um retroprojetor como suporte. As transparências utilizadas devem ser bem coloridas.
Sugestão de história para o tema: “O Sacrifício de Jesus Cristo na cruz do Calvário – O Altar do Perdão”.

2.7. APELO
As palavras devem ser curtas e objetivas. Confie no poder do Espírito Santo, convencendo a criança de que é pecadora e precisa do sangue do Cordeiro para purificá-la.
É recomendável utilizar um material visual apropriado; coração limpo e sujo, uma cruz simples para falar do sacrifício de Jesus, menções ao céu e á igreja.

2.8. ESPECIAL
O especial pode ser feito com bonecos (fantoches) ou qualquer atração recreativa. Enquanto as crianças estão participando do especial, ministre, em local apropriado, aconselhamento para as crianças que aceitaram a Jesus como Salvador. Torne esse momento solene e sagrado.

2.9. ENCERRAMENTO
Distribuição de lembrancinhas ou lanche.

4 comentários:

  1. Amei o post...
    alias adoro oblog..por ser educativo e ensinar o amor de Deus para os nossos pequenos!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Meu nome é Telma,faço Curso Normal no Pasquale, em Nilópolis.Amo lidar com crianças.Pretendo trabalhar com educação infantil,amei o seu trabalho,é lindo e com certeza vou utilizá-los.Sou serva de DEUS e quero levar para a igreja que sou membro,que DEUS continue te abençoando.

    ResponderExcluir
  3. Olá Telma, que Deus possa abençoar sua vida grandemente neste Ministério tão especial que é o das crianças. O Senhor tem levantado você na sua igreja e até mesmo quem sabe no seu bairro e cidade para ensinar aos pequenos o Amor do nosso Senhor. Seja sempre bem vinda aqui e se precisar de alguma coisa em especial pode pedir que farei o possível para atendê-la.
    Beijinho da Tia Jaque!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o Blog!