CLICK HERE FOR FREE BLOGGER TEMPLATES, LINK BUTTONS AND MORE! »


.

EDUCAÇÃO INFANTIL E EDUCAÇÃO CRISTÃ PARA CRIANÇAS



Você é muito importante!

                             

Participe do Blog Com a Gente

sábado, 8 de março de 2014

10 Formas de Incentivar as Crianças a Orarem


Olá abençoados(as), como estão?
Hoje quero falar sobre ORAÇÃO e de como incentivar suas crianças a passarem mais tempo com Deus através dela. Mas antes, tenho que dar meu testemunho pessoal sobre o assunto.
No meu tempo de criança ouvia histórias absurdas a respeito de Deus; só para citar uma delas eu cresci achando que Deus era um velho (não muito velho) que vivia sentado em seu trono, assistindo nossa vida lá de cima e distribuindo raios na cabeça de quem o desobedecesse. Parece uma história um tanto cômica, mas que fez um efeito negativo em meu caminhar de vida cristã. 
Devemos ter cuidado ao falar de Deus para nossas crianças para não ensinarmos coisas absurdas como as que eu aprendi; se não sabemos como ensinar o Espírito Santo está aí pra nos orientar, basta buscá-lo tão somente. 
A respeito da oração foi lamentável o que aconteceu em minha vida. Simplesmente a irmã que cuidava das crianças na minha igreja NOS OBRIGAVA a ficar de joelhos e levantar a voz em oração. 
RESULTADO TRÁGICO: eu cresci sem gostar de orar. 
Eu sabia que orar era falar com Deus, eu até orava sozinha, mas quando se tratava de orar NA IGREJA, sem chance. Eu não queria de jeito nenhum.
Também não tive ensinamentos por parte dos meus pais, o que também contribuiu negativamente.
Para vocês verem que tudo que acontece com uma criança fica marcado para o resto da vida.
Hoje em dia, como mãe, professora e líder do departamento infantil sempre peço a direção do meu querido Espírito Santo na hora de ministrar para os pequenos. Ensino sobre a oração. Incentivo-os a falarem com o Papai através dela. OBRIGÁ-LOS, JAMAIS!
E para a honra e glória do nome do Senhor tenho colhido frutos maravilhosos a respeito da oração.
Eu amo orar. O Senhor me curou do trauma.

E que tal incentivar a criançada a gostarem de orar?
Vejam alguns passos importantes:


10 FORMAS DE INCENTIVAR AS CRIANÇAS A ORAREM
Dawn Marie Barhyte

Ser um exemplo vivo
Visto que as crianças aprendem a partir daquilo que vêem em seu ambiente, o elemento fundamental para ensinar crianças menores a orar é sermos pessoas de oração.

Estar onde a criança está 
Usar linguagem apropriada e do dia a dia com elas, e ver que as orações sejam breves, simples, sinceras e diretas. Assegure-se de orar a respeito de fatos do dia a dia a fim de que cada criança possa compreender. Por exemplo: toda vez que ouvir as sirenes do carro de bombeiros, pare! Profira uma oração em voz alta. Faça-a com as crianças.

Faça da oração a prioridade
Defina uma hora e lugar acolhedor e amoroso para ajudar as crianças a aceitarem a Deus. Prepare um lugar aconchegante de oração para ser usado antes do início do programa. Você pode incluir uma Bíblia para crianças, almofadas macias, música suave e relaxante como também livros sobre a oração e apropriados à faixa etária.


Torne a oração uma rotina
As crianças apreciam a rotina e assim esta deve ser incorporada sempre que possível. Por exemplo, comece o dia com uma oração cumprimentando a Deus: “Pai celestial, ouça a minha oração. Que eu esteja sob o Seu amor e cuidado. Sê meu guia em tudo o que eu fizer hoje. Abençoe aqueles que me amam e a todas as crianças também”. Se durante a programação as crianças forem comer algo, profira esta linda oração: “Obrigado Senhor Deus por este mundo tão belo. Obrigado pelo alimento que comemos. Obrigado pelas aves que cantam. Obrigado por tudo, Deus. Amém”.

Pratique as orações de improviso
Quando a criança o procura com uma preocupação ou problema, pare e faça uma oração com ela. Peça a direção de Deus. Por exemplo, você pode dizer: “Querido Deus, por favor, ajuda o José a ser melhor. Ajuda-o a partilhar seus brinquedos especiais com seu amigo João”. Por meio de nosso apoio podemos instilar a ideia de que podemos conversar com Deus, a qualquer ora e de que Ele sempre irá ouvir.

Use orações diferentes
Como adultos usamos orações de agradecimento, de adoração, de petição e de louvor. Agradecemos a Deus pela melhor parte de nosso dia e sempre que algo bom acontece – não importa o quão pequeno – dedicamos um minuto para mostrar gratidão. Devemos ensinar isso às crianças. Muitas vezes agradecemos a Deus por Suas bênçãos; devemos incentivar aqueles que estão aos nossos cuidados a fazerem o mesmo.

Incorpore atividades práticas sempre que possível
É boa prática planejar formas de permitir às crianças se movimentarem, ver ou tocarem como parte da lição. Crie uma colagem de “Obrigado, Deus” em sua classe e desenhe ou escreva suas orações. Elas podem também mostrar ou dizer como Deus respondeu a cada um. Para as crianças muito pequenas, alguém pode escrever por elas.

A cada momento dirija a atenção das crianças para a Criação de Deus
Dê apoio ao senso natural de admiração e temor daqueles que estão sob sua responsabilidade. Agradeça a Deus, espontaneamente, ao ver um arco-íris depois de uma tempestade, ou as flores da primavera. Diga: “Vejam o que Deus fez para nós!”

Convide as crianças a orarem por motivos específicos 
Troquem idéias com as crianças e falem a respeito de situações e de pessoas por quem orar. Torne suas orações significativas ao orar especificamente por crianças da sala, pelas vítimas de alguma catástrofe local ou em outra região.

Celebre a oração de cada criança
Alimente a auto-estima e elogie a oração proferida pela criança. “Muito bem, você fez uma oração muito bonita!” “Obrigado, (nome da criança). Deus fica feliz quando nos dirigimos a Ele”.
****

Dawn Marie Barhyte escreve de Warwick, Nova Iorque. Com estas palavras que transformam a vida, ela incentiva aqueles que trabalham com crianças:Líderes, professores, sigam orando! Orem para que através dessas experiências valiosas nossos jovens tenham sua fé fortalecida. Orem para que mediante nosso exemplo e o exemplo de muitos outros nossas crianças conheçam a magnitude da oração.
[Extraído de Kids’ Ministry Ideas, julho – setembro de 2005, pp. 16-18.]





E você? Qual sua história sobre a oração? 
Conte-nos nos comentários!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para o Blog!